22/09/2021

Retorno dos grandes eventos é parte da retomada econômica no estado de SP

Entre eles, o tradicional rodeio de Jaguariúna e a centenária corrida da São Silvestre

As secretarias de Desenvolvimento Econômico e Turismo e Viagens do Estado de SP vêm organizando, desde julho, uma série de eventos-modelo, com protocolos que incluem testagem prévia e apresentação de comprovantes de vacinação. Entre os já realizados, que reuniram entre 150 e 3 mil pessoas, estão feiras de negócios e criativas, jantares sociais, corridas de rua e até o jogo de futebol entre Brasil e Argentina.

Na avaliação geral da pasta, os resultados dos primeiros testes foram positivos e permitiram a liberação de eventos maiores no quarto trimestre de 2021.

Entre eles, o tradicional rodeio de Jaguariúna, que acontece em novembro. O organizador, Gui Marconi, destaca: “Estamos confiantes e entusiasmados com a volta dos eventos, que simbolizam, além da retomada econômica, o encontro e a celebração da música e do entretenimento ao vivo”. Está prevista ainda a feira gastronômica Taste of São Paulo, a Oktoberfest e a Campus Party.

Novembro marca também a retomada dos grandes eventos internacionais, com o GP São Paulo de F1. Segundo a Secretaria de Turismo e Viagens do Estado, o impacto econômico da corrida, única na América do Sul, pode ultrapassar os R$ 670 milhões.

As secretarias têm acompanhado também o retorno dos eventos comerciais, como as feiras, congressos e convenções, segmentos do chamado turismo de negócios. A capital paulista é o principal destino do País. Dados do mercado indicam que, no período pré-pandemia, em média 8,2 milhões de pessoas participavam desses encontros no Estado, em 742 eventos e 66 mil empresas expositoras.

O retorno dos eventos comerciais incrementa uma ampla cadeia produtiva no Estado. São montadoras de estantes e locadores de móveis, decoradores, paisagistas, sistema de transportes, indústria gráfica, catering, além de itens diretamente relacionados com viagens e turismo, como hotéis, equipamentos para eventos, locadoras de veículos, agências de viagens, companhias aéreas, restaurantes, comércio e entretenimento.

O retorno dos eventos e o aumento do consumo começa a impactar a geração empregos. Segundo o Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), o saldo de vagas formais do setor – média entre demissões e contratações – deve fechar no positivo em até 62 mil postos de trabalho em 2021.

Dos pavilhões para as ruas, a centenária corrida da São Silvestre é outro dos eventos confirmados: “A Organização da Corrida Internacional de São Silvestre está pronta para realizar a prova e aplicar os protocolos, seguindo as orientações das autoridades”, comentou o organizador, Erick Castelhero.

Sobre os eventos-modelo

Anunciado em julho passado, com a melhoria dos indicadores da pandemia, os eventos-modelo foram anunciados com rigorosos protocolos de segurança para a retomada dos eventos nas áreas de economia criativa, negócios, lazer, esportes e turismo. O objetivo é criar um planejamento seguro, responsável e baseado na ciência com o apoio do setor privado para a retomada de um dos setores mais impactados pela pandemia.

Entre eles, testagem de participantes e equipe, assim como acompanhamento pós-evento do Governo do Estado. O objetivo deste estudo é ajustar, a partir de situações reais, as regras que possibilitarão a retomada deste setor.

 


Tags Relacionadas

Notícias
<< Anterior

Campinas é sede da primeira edição do RetomaSP

Governo de SP realiza o Retoma SP em Prudente e investe R$ 27 milhões em ações de empregabilidade e empreendedorismo na região