16/12/2019

Estudantes da Fatec Americana criam app de autoconhecimento

A partir da esquerda, Murilo e Bruno, criadores do Queridos Textos, que já conta com mais de 450 mil downloads

Fonte: Centro Paula Souza

Dois alunos da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Americana, localizada na Região de Campinas, decidiram apostar no poder das palavras para ajudar pessoas a lidar com as decepções e tristezas provenientes, na maioria das vezes, da dificuldade de relacionamentos afetivos, familiares e profissionais.

A ideia do aplicativo para celulares Queridos Textos surgiu em 2017, quando o estudante do curso superior tecnológico de Segurança da Informação, Murilo Gomes, procurava uma fonte de renda para ajudar no orçamento da família. Como ainda não tinha experiência nem muito conhecimento em linguagens de programação, convidou o colega de turma Bruno Eleodoro, que já havia desenvolvido um app. O sucesso do empreendimento surpreendeu a dupla. “Desde do lançamento, há menos de dois anos, atingimos mais de 450 mil downloads, com cerca de dois mil acessos diários”, revela Murilo.

Para o novo projeto, os jovens escolheram temas como amor, amizade, reflexões, felicidade e relacionamentos, entre outros. O Queridos Textos tem uma versão para download gratuito, nos sistemas operacionais Android e IOS, que permite acesso à maior parte do conteúdo. A versão paga, além de liberar todos os textos para leitura, permite a publicação de material – os dois estudantes também faturam com anúncios publicitários veiculados no app.

Autores e leitores

Ao mesmo tempo em que consola e motiva os leitores, o aplicativo também é uma oportunidade para autores independentes ou iniciantes divulgarem seus textos em forma de crônicas, mensagens ou mesmo desabafos.

“O Querido Textos tem um alcance espetacular e serve justamente para essa troca: pessoas que querem ler coisas boas, conselhos, ajuda no amor e na vida e também para os que desejam escrever, seja como desabafo ou com a intenção de ajudar o próximo com suas palavras”, avalia o estudante de jornalismo João Dionisio, que adquiriu o pacote pago. “Com o aplicativo vi a oportunidade de desabafar, colocar minhas ideias em palavras. Fiquei muito feliz em ver que um dos meus textos está entre os mais lidos no aplicativo. É gratificante”, completa.

O auxiliar de escola goiano Abner Gomes é um dos leitores assíduos do Queridos Textos. Ele diz que chegou ao app em uma época na qual se sentia desvalorizado, com a autoestima baixa por causa de turbulências nas relações com amigos. “Precisava me reerguer, ler algo que me desse esperança de alguma forma”, conta Gomes. “A intensidade das mensagens, a maneira como colocam aqueles sentimentos pra fora me ajudaram demais. Eu comecei a entender que não era o único a passar por momentos confusos”.

Outra usuária do aplicativo, Giovana Brito, além de ter passado por uma decepção amorosa, foi diagnosticada com ansiedade. “Sou muito exigente comigo mesma, me cobro por notas boas”, explica a estudante de Enfermagem de Volta Redonda (RJ). “Os textos me passam um sentimento de superação, de esperança de dias melhores. A leitura me encoraja muito.”

Fatec Pocket

Outro aplicativo desenvolvido por Bruno também foi bem-sucedido. O Fatec Pocket dá acesso a informações relevantes sobre o cotidiano acadêmico das Fatecs, como horários das aulas, notas, faltas, fórmulas para cálculos das médias e disciplinas com interface de fácil uso e objetiva para ajudar estudantes e calouros.

O canal oficial para que alunos acessem informações disponibilizadas pelas Fatecs é o site do Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Siga). A alternativa de Bruno utiliza os mesmos dados, mas não requer acesso à internet e é adaptado aos dispositivos móveis.

Fatec Pocket está disponível gratuitamente para download. Veja mais informações aqui.


Tags Relacionadas

Notícias
<< Anterior

Provas do mestrado profissional gratuito ocorrem segunda e terça

Governo de SP anuncia a contratação de Diretores Regionais de Trabalho e Empreendedorismo