17/09/2021

Campinas é sede da primeira edição do RetomaSP

Mais de 1.200 pessoas foram atendidas em todos os estandes instalados no evento. Programa busca atingir todos os cidadãos que buscam emprego, renda ou apoio para o seu negócio no estado após os impactos causados pela pandemia da Covid-19

O Governo de SP, por meio da secretaria de Desenvolvimento Econômico e InvestSP, lançou o RetomaSP, programa estadual de oferta de serviços de qualificação, investimentos, emprego e renda para toda a população. Ele também fez entregas de benefícios integrados ao Bolsa do Povo, maior programa de assistência social e transferência de renda do Estado.

“O RetomaSP é uma ação capilarizada entre o poder público, que tem capital político e institucional, e o setor privado que determina o crescimento econômico. Juntos somos mais fortes no combate à pandemia e na retomada da economia. Onde houver um brasileiro, nós temos que estar ao lado para ajudar e apoiar”, declarou Doria.

Os eventos do RetomaSP em Campinas foram organizados pela InvestSP, agência estadual de promoção de investimentos e competitividade, e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, em parceria com a Prefeitura de Campinas e a Associação Comercial e Industrial do município.

“Programa de retomada econônica para que a gente possa mostrar não somente para o nosso estado e Brasil, mas para o mundo que é possível nós termos um modelo de desenvolvimento econômico, que faça o nosso estado crescer, se desenvolver, empregar, empreender, mas também acolher a nossa população”, comentou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

A programação começou com um roadshow no Expo Dom Pedro, que reuniu cerca de 400 empresários, investidores e gestores para apresentação de serviços e parcerias do Governo do Estado nas áreas de crédito, inovação, pesquisa, fomento, qualificação, internacionalização e geração de oportunidades nos setores de comércio, indústria, turismo e agronegócio regional.

Na sequência, Doria acompanhou um mutirão do RetomaSP no Largo do Rosário, um dos principais pontos da região central de Campinas. O evento reuniu programas e serviços públicos destinados a trabalhadores, desempregados, estudantes e pequenos empreendedores que necessitam de apoio do Estado no atual cenário de retomada econômica.

O mutirão contou com estandes de serviços diversos como Bolsa do Povo – incluindo Bolsa Trabalho e Bolsa Empreendedor –, Banco do Povo, cursos Novotec e Via Rápida, Empreenda Rápido, Poupatempo, Mutirão do Emprego, Junta Comercial do Estado de São Paulo e projetos promovidos em parceria com Sebrae-SP, Unicamp, Unesp e Univesp.

As ações do RetomaSP integram um extenso pacote de políticas e serviços público em um cenário de retomada de atividades econômicas. O objetivo é garantir apoio do setor público e organizações privadas a profissionais prejudicados pelos graves impactos da pandemia.

SP TECH

Além disso, durante o evento, foi entregue de maneira simbólica pela empresa de tecnologia Softex, a doação de 10 mil bolsas de estudos para cursos voltados para TI no SP TECH dentro da iniciativa Upskill por meio da plataforma proprietária Workover Academy. Os estudantes terão à disposição 27 trilhas formativas que contemplam soft skills e hard skills. Entre os cursos: Primeiros passos em programação, Business Intelligence, Cloud Computing, Data Science, Desenvolvimento mobile Android, Machine Learning, entre outros.

Não há pré-requisitos e o aluno pode iniciar os cursos assim que tiver a inscrição confirmada. As vagas serão preenchidas por ordem de inscrição. Para participar, basta acessar: http://www.cursosviarapida.sp.gov.br/trilhas-sp-tech

Bolsa Empreendedor

A ação do RetomaSP também destacou iniciativas do Bolsa do Povo. Uma das principais é o Bolsa Empreendedor, que ainda tem vagas abertas em todo o estado. Para a região de Campinas, a previsão é de pouco mais de 11 mil vagas. As inscrições prosseguem até domingo (19) no site do Bolsa do Povo (www.bolsadopovo.sp.gov.br).

Cada bolsa oferece R$ 1 mil a autônomos informais em situação de vulnerabilidade. Os beneficiados devem participar de um curso gratuito de empreendedorismo do programa Empreenda Rápido, com frequência mínima de 80%, e obter formalização como MEI (Microempreendedor Individual) ou outra natureza jurídica.


Tags Relacionadas

Notícias
<< Anterior

SP lança o Retoma SP, programa de meio bilhão de reais em investimentos aos setores mais afetados pela pandemia

Retorno dos grandes eventos é parte da retomada econômica no estado de SP