Equipe com integrantes da Esalq vence maratona de programação da Embrapa

Competição da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária envolveu 25 instituições de ensino de vários estados brasileiros

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Após uma semana de acampamento na Embrapa Gado de Leite, em Juiz de Fora (MG), o time da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), com o Instituto Federal de São Paulo (IFSP), foi o grande vencedor do Vacathon, uma maratona de programação de soluções digitais inovadoras voltadas à produção de leite.

Na ocasião, cerca de 100 estudantes apresentaram as soluções digitais desenvolvidas durante a semana para problemas da pecuária de leite no Brasil. A maratona da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária envolveu 25 instituições de ensino de vários estados brasileiros.

Proposta

A solução desenvolvida pelo time Esalq/IFSP foi a Milcup, uma caneca com sensores eletrônicos que faz análise de mastite (doença infecciosa, aguda ou crônica das vacas leiteiras causada por vários microrganismos, caracterizada por processo inflamatório e alterações físicas, químicas e bacteriológicas do leite e redução da produção de leite) na propriedade em tempo real.

Em conjunto, é fornecido um aplicativo com todos os dados ao longo do tempo para manejo assertivo. A equipe agora patenteará a ideia e o produto para a produção da caneca inteligente. O objetivo é montar uma startup e, nessa fase, os estudantes necessitam de “investidores anjos” para o desenvolvimento em parceria com os integrantes.

“Os profissionais do agro, mais do que nunca, precisam se unir para que as soluções possam ser mais aplicadas, principalmente nessa era digital, quando falamos da agricultura 4.0”, explica o professor Iran José Oliveira da Silva, do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Esalq, embaixador da equipe.