Cursos livres EaD do CPS recebem 60 mil inscrições na quarentena

Formação de Professores Mediadores para EaD foi o curso livre mais procurado no início da quarentena

Fonte: Centro Paula Souza

O período de isolamento social tornou-se uma ótima oportunidade para fazer um curso rápido pela internet. Nas primeiras oito semanas de quarentena, cerca de 60 mil pessoas inscreveram-se em um dos 12 cursos livres gratuitos do Centro Paula Souza (CPS) na modalidade Mooc (Massive Open Online Course – sigla em inglês para Curso Online Aberto e Massivo).

Qualquer um pode se inscrever e começar a estudar na hora que quiser, basta acessar o site mooc.cps.sp.gov.br e se cadastrar com login e senha. Os conteúdos são dinâmicos, com várias leituras, reflexões, vídeos, jogos, avaliações e exercícios. Os cursos oferecidos são Autocad, Arduíno, Canvas, Design e Photoshop, Design Thinking, Felicidade, Gestão de Conflitos, Gestão de Pessoas, Gestão do Tempo, Formação de Professores Mediadores para Educação a Distância (Mediação em EaD), Mercado de Trabalho e Vendas.

Aprendendo em casa

Lançada em 2015, a plataforma Mooc do CPS soma atualmente mais de 306 mil inscritos. Cerca de 20% desse total corresponde ao incremento do período de quarentena, com uma média mensal de 34,6 mil inscritos. A média anterior à pandemia era de 2,2 mil inscrições por mês.

Formação de Professores Mediadores para Educação a Distância foi o curso mais procurado no início da quarentena, com mais de 11,8 mil inscritos. Em segundo lugar está Design e Photoshop, com 7 mil interessados, seguido por Gestão de Pessoas, com 6,7 mil inscrições.