Artesanato paulista participa do 13º Salão do Artesanato no Pavilhão da Bienal em São Paulo

14 artesãos paulistas foram selecionados para representar o Estado de São Paulo na maior vitrine do artesanato brasileiro

A partir desta quarta-feira (09), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, por meio do programa Sutaco (Sistema Único de Trabalho Artesanal nas Comunidades), participa do 13º Salão do Artesanato – Raízes Brasileiras. O Sutaco selecionou 14 artesãos paulistas para representar o Estado na maior vitrine do artesanato brasileiro. O evento é aberto ao público e acontece até o dia 13 de outubro no Parque do Ibirapuera, no Pavilhão da Bienal.

Além dos 14 artesãos, o estande de São Paulo contará com três mestres e uma associação, que vão trazer peças artesanais de decoração, vestuários e acessórios com técnicas tradicionais do estado, como: trabalhos feitos de fibras, palha de milho, taboa, palha de bananeira; argila, com as cerâmicas de Apiaí, município do Vale do Ribeira que carrega tradição na técnica; as figuras de Taubaté, feitas de cerâmica, pequenas peças do imaginário da região que dão cor as tradições de São Paulo; reutilização, que vão desde a reutilização de madeira até a de têxteis e vidro.

Serviço

13º Salão do Artesanato São Paulo

Data: 09 a 13 de outubro de 2019

Horário: 11h às 21h

Endereço: Pavilhão da Bienal

Parque Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, Portão 3, Vila Mariana, São Paulo/ SP

Entrada: gratuita

 

Sobre o Sutaco

Fundado em 1970, o Sistema Único de Trabalho Artesanal nas Comunidades (Sutaco) tem como objetivo integrar a mão de obra dos artesãos no mercado produtivo e oferecer oportunidades de geração de renda, além de promover o desenvolvimento local de modo economicamente viável, socialmente justo e ambientalmente responsável. Ele atua na comercialização e desenvolvimento do trabalho dos artesãos paulistas e tem como missão resgatar as formas tradicionais de expressão das pessoas e comunidades de diversas características. Após avaliar, classificar e quantificar a produção de um profissional, o Sutaco o cadastra e emite uma Carteira de Identificação. Esse documento credencia o artista e possibilita alguns benefícios como: emissão de nota fiscal eletrônica; cursos de qualificação profissional; acesso ao microcrédito do Banco do Povo e orientação jurídica.

Sobre o Salão do Artesanato

Considerado a maior vitrine de artesanato brasileiro, o Salão do Artesanato é realizado desde 2008, com 11 edições realizadas em Brasília e 1 em São Paulo. O evento reúne o que há de melhor na produção artesanal do Brasil. Com o apoio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), o salão conta com a participação de mais de 20 estados e do DF, o que garante uma variedade significativa de produtos. Além dos estandes dos estados coordenados pelo PAB, artesãos com produção individual, cooperados, associações e outros órgãos de fomento ocuparão os 19 mil m2 do Pavilhão da Bienal com mostra e venda de produtos artesanais de várias tipologias, confeccionados com técnicas variadas e diferentes matérias-primas.